Aprovada proposta do PCP com medidas para que se iniciem em 2018 os procedimentos para a construção do novo hospital central público do Alentejo em Évora

Criado em domingo, 15 julho 2018, 13:24

Foi aprovada na Assembleia da República a proposta do PCP que defendia um conjunto de medidas para que se iniciem em 2018 os procedimentos para a construção do novo hospital central público do Alentejo em Évora.

 

O PCP apresentou aquela proposta na sequência dos atrasos que têm vindo a verificar-se neste investimento, em particular devido à tentativa do Ministério da Saúde transformar o projecto integralmente público numa Parceria Publico-Privada (PPP). O objectivo do PCP é o de garantir que as decisões relativas à construção do novo hospital sejam tomadas durante a actual Legislatura, evitando novos adiamentos ou novas tentativas de abandono do investimento integralmente público para criar uma PPP, considerando que esse passo no sentido da privatização conduziria à degradação das condições de acesso dos alentejanos à saúde .

 

A proposta do PCP foi discutida na Comissão de Saúde na passada 4ª-feira, tendo sido votada e aprovada em Plenário da Assembleia da República no final da semana.

Depois da aprovação da proposta segue-se a publicação da Resolução no Diário da República defendendo que o Governo adote as medidas necessárias para que se iniciem em 2018 os procedimentos para a construção do novo hospital central público do Alentejo em Évora, designadamente:

 

1- Atribuindo formalmente ao Conselho de Administração do HESE a competência para desencadear os procedimentos necessários ao início do processo de construção do novo hospital;

 

2- Procedendo, no prazo de 60 dias, à subscrição integral do capital social do HESE previsto no projeto de construção do novo hospital central público do Alentejo definido desde 2009;

 

3- Definindo um cronograma para a construção do novo hospital que assegure a abertura do concurso público até agosto de 2018 e a adjudicação da construção até junho de 2019, assumindo o montante global de investimento plurianual a realizar e as respetivas fontes de financiamento;

 

4- Definindo o faseamento da construção de forma a que se iniciem ainda em 2018 os procedimentos necessários ao lançamento da empreitada e licenciamento do projeto, autorizando a realização da respetiva despesa;

 

5- Definindo e divulgando publicamente os critérios a considerar pelo Governo no âmbito da reprogramação do Portugal 2020 de forma a assegurar o financiamento da construção do novo hospital com fundos comunitários;

 

6- Adotando, até julho de 2018, os procedimentos e medidas legislativas, administrativas ou regulamentares necessárias à mobilização de fundos do Portugal 2020 para construção do novo hospital, incluindo a componente de infraestruturação dos terrenos, de forma a que dependa exclusivamente de decisão nacional;

 

7- Criando um mecanismo de acesso público dos cidadãos a toda a informação atualizada sobre os procedimentos para a construção do novo hospital, designadamente através de meios eletrónicos.

 

A aprovação desta proposta apresentada pelo PCP é uma vitória importante para todos os alentejanos que necessitam daquele investimento para a melhoria das suas condições de acesso à saúde e o PCP continuará a intervir para que seja integralmente cumprida pelo Governo.

Temos 84 visitantes e sem membros em linha

Copyright © 2018 Organização Regional de Évora do PCP. Todos os direitos reservados.
Joomla! software livre. Licença GNU GPL.
Monday the 22nd. Joomla Templates Free. Organização Regional de Évora do PCP
Copyright 2012

©

joomla visitors